image Torra do café: quando surgem aroma e sabor image Cadeia produtiva do café: do campo à xícara

As regiões produtoras do café

mapa do café

Sim. O café tem os seus devidos lugares. Regiões produtoras, no Brasil e no mundo, que se destacam por oferecer as condições ideais para o surgimento das melhores bebidas. Mas antes de expormos as principais regiões produtoras do grão, vamos dar uma passada rápida pela história do café no Brasil.

 

A história do café no Brasil

 

O café, já com muito valor comercial na Europa e nos Estados Unidos, chegou ao Brasil a pedido do governador do Maranhão, João da Maia da Gama, que solicitou ao sargento-mor Francisco de Mello Palheta que trouxesse ao país algumas mudas, clandestinamente. Ele conseguiu isso em expedição militar à Guiana Francesa, em 1727.

Em 1760, as primeiras mudas foram plantadas no Rio de Janeiro. Daí, passou pelo Vale do Paraíba, sul de Minas, Paraná e chegou a São Paulo. A expansão dos cafezais se deu a partir da chegada da Família Real em 1808.

Nas décadas de 1830 e 1840, o café já era o produto mais exportado e, em 1840, o Brasil já se tornava o maior produtor mundial. Na região paulista, o café ganhou tanta importância que contribuiu até para o aparecimento e a expansão das ferrovias, para o escoamento da produção. Essas ferrovias se espalharam pelo oeste paulista, onde também surgiram as rodovias.

Durante quase todo o século XIX e parte do XX, a riqueza do Brasil se concentrou na economia cafeeira. Surgiram os Barões do Café, fazendeiros agraciados com títulos de nobreza. O governo passou a incentivar a imigração de europeus para as fazendas de café. No final do século XIX, o café passou a representar 65% do valor das exportações do país.

No início do século XX surgiram os primeiros sinais da crise, com superprodução, grandes estoques e preços baixos. A quebra da Bolsa de Nova York forçou a queda brusca no preço internacional. O café deixou de ser o principal produto brasileiro de exportação.

Em meados da década de 1980, Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Paraná e Bahia já tinham juntos 92% dos pés de café existentes no Brasil.

 

As regiões produtoras no Brasil

 

Hoje, as principais regiões produtoras de café no Brasil são: Cerrado Mineiro, Leste Paulista, Mogiana e Alta Mogiana, Serra da Mantiqueira, esta última entre o Sul de Minas Gerais e o Leste de São Paulo. Esses lugares se destacam por produzir os melhores cafés, predominantemente da família arábica; são regiões montanhosas, com altitude entre 800 a 1200m e clima mais ameno. Já o café robusta tem sua predominância no Espírito Santo.

Outros lugares também se destacam na economia cafeeira. Na Bahia, o Planalto, o Cerrado e regiões de Barreiras, Vitória da Conquista, Piatã, Barra do Choça e outras. Em Minas Gerais, as Matas de Minas. No Paraná, regiões como Piraju, Sarutaiá e Apucarana, entre outras.

 

As regiões produtoras no mundo

Fora do Brasil, temos como principais produtores de café arábica a Etiópia, a Colômbia, a Costa Rica, o Vietnã, a Indonésia, a Jamaica, etc.

 

Deixe-nos um comentário sobre esse tema. Vamos adorar saber sua opinião. Até a próxima!

 

Fonte: livro “Guia do Barista – da origem do café ao espresso perfeito”, de Edgard Bressani